1 de ago de 2015

MUDEI PARA O SOCIAL SPIRIT

Gente , não sei se alguém lê mais minhas fanfics daqui , não vou excluir as fics pois aqui elas estao guardadas e esse blog me trás muitas lembranças , mais voltei a escrever depois de um longo tempo e agora estou no Social Spirit quem quiser me acompanhar novamente fico muito grata , comentem , favoritem , eu irei amar <3

https://socialspirit.com.br/fanfics/historia/fanfiction-justin-bieber-the-guardian-3796324


25 de jan de 2015

Slaps And Kisses. - 2° Temp. - 14° Capitulo



- Rosa eu... 
- Ta falando com ela de novo ? - Ele se virou para mim , os olhos arregalados , o corpo paralisado ...
- Não é nada disso Alex - Ele desligou o celular jogando-o no sofá -
- Claro que não , imagina ... Eu acho uma boa você voltar para o lugar de onde veio.
- Bom dia crianças - Vimos meu pai descendo as escadas de pijama - Quer dizer , Justin e Criança - Ele deu um beijo na minha testa -
- Bom dia - Resmunguei - 
- Que fazem de pé esse horario ?
- Hm.. Cheguei agora - Justin falou mordendo o lábio me olhando -
- Eu acordei cedo , fui na Hannah agora voltei ela vai sair -Sorri sem graça-
- Boom dia -Escutei a voz de Pattie enquanto meu pai nos olhava confuso , ele iria questionar sorte que Pattie chegou -
- Bom dia Pattie - Sorri amarelo -
- Bom dia mãe
- Vamos comer ? Vou fazer panquecas -Sentamos todos na mesa e eu evitava trocar palavras com Justin -
- Vocês estão estranhos - Falou papai enquanto lia jornal -
- Estamos normal papai - Falei me levantando da mesa e colocando o prato na pia -
- Oque houve Justin ?
- So cansaço Ray - Justin levantou e saiu da cozinha -
- Claro ... passa a noite na farra - Meu pai resmungou sem Justin escutar -
- A farra tava boa ... - Falei sem querer e meu pai me olhou imediatamente -
- Oque quis dizer Alexandra ?
- Que a farpa entrou no meu dedo - Falei olhando meu dedo -
- Mas não tem madeira aqui -Ele me olhou sabendo minha mentira -
- Ue , mas tinha farpa -Coloquei a louça lá e subi correndo -

  Emburaquei quarto do Justin e la estava ele colocando a gravata , mordi o lábio , a tantos dias eu não o via de terno gravata e sapato social , sorri encostada na porta e eu tinha certeza que ele não havia me visto ele colocava a gravata tão intertido e logo depois colocou o terno fechando-o na frente , o tipico Justin sério havia voltado e eu suspirei.

- Gostou ? - Ele perguntou sem se virar para mim -
- Você vai sair ?
- Sim - Respondeu ainda se arrumando no espelho -
- Pensei havia vindo apenas para se resolver comigo...
- Sim eu vim .. mas meu mundo não gira em torno de você -Ele falou sério e aquilo foi como uma faca em meu peito - Sempre brigamos , brigamos e brigamos agora eu lembrei o porque fui embora da outra vez. - Quando ele passou por mim e sumiu porta a fora eu cai sentada no chão e ali mesmo chorei as ultimas 2 horas antes do almoço;

  Quando respirei fundo tentando me acalmar eu me levantei olhando meu reflexo sobre o espelho , eu estava um completo bagaço , o meu corpo que chamava atenção , meus cabelos longos e jogados , ainda estavam lá , mas a vida dos meus olhos , a cor dos meus lábios haviam sumido, olhando para mim mesma naquele espelho a unica força que eu tive foi de tirar o celular do bolso e ligar para meu empresário.

~ Ligação On ~

- Alexandra ? Você me ligando oque houve ...
- Benjamin pode assinar que farei os novos 5 outdoors da Calvin Klein.
- Nossa... gostei da firmeza quando começamos 
- O Mais rápido possível
- Se poder amanha mesmo começamos.
- Obvio que posso 
- Assinarei hoje , chegue mais cedo amanha para ler e assinar todos os contratos.
- Okay. Obrigado

~Ligação Off~

  Tudo que eu tinha agora era minha auto confiança , eu queria focar no trabalho como eu conseguia fazer antes , mais Justin mexia tanto com minha cabeça , talvez eu nunca fosse conseguir me concentrar como antes com tudo oque acontece do nada.

- Mamãe - Suspirei e logo vi a pequena entrar pela porta do meu quarto - 
- Oi meu amor - Sorri vendo-a se arrastar amuadinha , a febre havia pegado-a durante 1 semana e agora a unica coisa que ela ainda faz é ficar deitada -
- Eu sonhei com o tio Justin de novo - Suspirei - Quando vamos ver ele mamãe ? eu quero ver ele ...- Ela se aninhou em meus braços e eu a cobri sentindo seus braços pequenos quentes - 
- Em breve princesa - Sorri sem querer contar que Justin estava ali , conosco na mesma casa , queria que ele a visse sozinho -

  Então ela adormeceu novamente em meus braços , eu estava extremamente preocupada , ela dormia noites e dias , ela estava com o semblante tão triste e quieto que a mais de uma semana não escutava uma gargalhada , não via aqueles dentes brancos como os de Justin. Quando o almoço chegou pattie trouxe o meu , e uma sopa para que eu desse a Megan que ainda dormia , o corpo mole e que esquentava cada vez mais. Foi impossivel faze-la comer , ela simplesmente dormiu novamente. Peguei o celular e digitei contra minha vontade aquele numero que estava na minha mente desde quando eu havia me apaixonado por tudo naquele homem.

~ Ligação On~

- Justin - Sussurrei quando o celular foi atendido -
- O próprio 
- Não pretendo escutar sua voz por mais de 5 minutos - Suspirei - Megan esta com febre , ela esta doente a mais de uma semana e esta apenas piorando...
- Já levou ao médico?
- Ela esta com crise emocional Bieber e isso médico nenhum pode curar.
- Oque faremos ?
- Seu mundo não gira em torno de mim , então continue fazendo oque estava fazendo.

~Ligação Off~

  Desliguei com tanta raiva que meu coração surtou dentro do peito , me encostei abraçando Meg e dormi , quando acordei ouvi apenas passos e a porta fechar de vagar , o som estava longe , quando abri os olhos já não havia mais ninguém ali apenas eu e Megan, Me desvencilhei do pequeno corpo e desci as escadas , meu pai e Pattie provavelmente não estavam em casa , o carro não estava lá , olhei em volta e só tinha eu , meu celular apitou e duas mensagens denunciaram pessoas diferentes na tela. 

" Eu sumi eu sei , estou com saudades , por favor não me mate , você sempre disse que talvez eu precisa-se tomar um rumo na vida e sim eu tomei , estou voltando hoje para casa , até breve" - Christian 

  Meu coração transbordou e eu própria pulei ali sozinha , Christian depois de tanto tempo havia dado sinal de vida , e eu estava incrivelmente feliz. Quando abri a outra mensagem meu coração parou , bateu tão lentamente que eu nunca havia visto ele daquele jeito.

" Eu sei que sou exagerado , eu sei que sou um cafejeste , mais eu sempre vou ser seu , sempre vou ser seu Bieber." - Bieber

 Poucas palavras , palavras sem criatividade alguma , mais sim meu coração pulava apenas com aquilo , olhei em volta querendo ve-lo ali mais não ele nao estava , o carro não estava lá , apenas eu e Megan. 
  Quando a noite chegou e Megan já havia comido mingau e dormido novamente eu fui me encontrar com Hannah , na casa de Hannah estava Caitlin , pulou em mim assim que me viu , sorri animada , eu estava precisando beber e descontrair. Fomos todas no meu carro.

- Conte-me os babados -Caitlin falou -
- Não tenho muitos , eu e Justin estamos entre tapas e beijos , ontem transamos , hoje brigamos - Suspirei - 
- E hoje vao transar de novo - Caitlin falou e Hannah riu , eu gargalhei junto -
- Sabem se ele vai ? - Perguntei -
- Hm... ja ta pensando no branquinho né - Hannah falou e eu ri -
- Besta , eu to mesmo.
- Não sabemos qual deles vai , falei com Chaz e ele disse que talvez iriam encontrar conosco , mas nao vi tanta firmeza. - Caitlin suspirou -
- E voce e chaz ?
- Agente ta na mesma , Kaio já ta grande e ele continua uma criança;
- Ah mais aquele dia que eu escutei ele nao tava sendo criança nao -Hannah falou e Cait corou -

 O caminho foi longo e divertido quando chegamos o primeiro carro que me chamou atenção no estacionamento foi o dele o sangue esquentou e aquele fervorzinho incomodo entre as pernas me fez respirar fundo. Entramos rindo mais meu sorriso disfez quando vi Justin levantar e arrumar o casaco passou a lingua nos labios e andou em nossa direção de relance sorri ao ver Christian junto dele na mesa

- Olá meninas - ele beijou o rosto de cada uma - Posso roubar minha garota um pouco de vocês -Justin apertou minha mao com tanta força e assim que elas assentiram ele me puxou dali-

- Me solte - Resmunguei quando chegamos ao estacionamento -
- Eu não quero você perto dele - Justin estava contrariado , passava a mão pelo rosto como um doente em crise -
- Oque ? Mais como assim?
- Ele quer você e eu não quero desputa-la como um pedaço de carne Alexandra -Ele encostou no capo do carro dele e escondeu o rosto entre as maos -
- Justin - Segurei seu pulso tirando cuidadosamente suas mãos que escondiam o rosto - Você nao vai me disputar
- Então oque vou fazer ? - Ele inverteu o lugar comigo rapidamente - Ficar sem você e megan eu nao vou.
- Você não pode ser meu dono - Alisei sua nuca - oque christian quer comigo é amor , oque eu quero com ele é sexo.
- Porque se tem eu ?
- Porque ele é melhor - Sorri sinica e sai rebolando -

   Entrei e vi Christian vir em minha direção o abracei tão forte que achei que fosse me esmagar em seu corpo masculo , seus musculos haviam crescido , ele havia crescido , o cabelo arrepiado e os lábios vermelhos como antes.

- Estava com tanta saudades - Falei sorrindo e me afastando -
- Eu também , mais precisava dar um rumo na minha vida.
- Eu entendo
- E você ?
- Eu bom ... eu continuo dando pro Justin - O queixo de Christiam caiu -
- E eu ?
- Ue cara - Nós gargalhamos - 
- Espero que não de certo - ele suspirou o sorriso sumiu de meu rosto - não quero ver você junto com ele alex , voce um dia vai entender que as coisas aconteceram ao nosso favor  tudo cooperou para que ficassemos juntos 
- Mas nem sempre  a vida toma um rumo só.
- Infelizmente - ele suspirou - 
- So nao quero que se iluda sempre deixei a entender que não teremos nada além disso , voce é um ótimo amigo mais ...
- Você gosta mais de dar pro Justin 
- Eu amo ele é diferente.
- eu entendo. - Ele sorriu amarelo e voltamos para a mesa , me sentei na cadeira ao lado de Justin - 

 Bebi como se nunca tivesse bebido , eu estava alegre o porque ? Nem eu sabia , mais sabia que não era so eu que tava assim, Hannah as três vezes que tentou levantar para ir ao banheiro caiu em cima de Ryan e ele nada ficou satisfeito mal conversou com ela a noite toda, saiu 5 vezes da Mesa para falar ao celular , Justin tinha bebido moderadamente minha parte que estava sã sabia quem estava bebado e quem nao tava ,  eu estava loucamente afim de sair gritando , AH e caitlin ela estava falando coisas totalmente sem sentido as unicas palavras que provavelmente haviam sentido eram as que ela falava no ouvido de chaz hora ou outra pois ele ficava vermelho que nem um doido.

- Alex vamos embora.
- Quer carona alex ? - Justin e Christian falaram no mesmo instante - 
- Voces .... tao doidos pra .. me comer - comecei a rir do que eu tinha falado e vi os olhos de justin se arregalarem , hannah começou a rir comigo -
- Gente preciso ir - Ryan falou quando voltou a mesa - 
- Vai transar ne viado ? - Chaz falou e os meninos riram -
- Preciso terminar a noite bem ne -  ele mordeu o labio e saiu - 
- Idiota a hannah ta doida pra dar para voce - eu gritei e todos que estavam em volta nos olharam senti a mão de justin em minha boca - 
- Vamos todos embora 
- Eai alex vai comigo ? - Chris perguntou - 
- Hoje ... eu quero dar pro justin - eu comecei a rir novamente e justin ficou vermelho -  bobinho - dei um tapa na cara dele sem querer mais ri muito depois daquilo - 
- Chaz leva caitlin embora antes que ela piore - Falou justin quando caitlin ia virar mais um copo de vodka - 
- melhor mesmo , vlw gente - Ele saiu arrastando ela que ria - 
- Eai chris ? 
- bom vou com hannah - chris falou e eu escutei um choro alto -
- Oque foi hannah ?
- ninguém quer me comer - ela deitou na mesa chorando tao alto que todos olhavam e eu comecei a rir , tao descontroladamente que eu cai da cadeira deitada no chão.
- As pessoas nunca querem eu - Hannah chorava como um bebe querendo mamar - 
- Chris pelo amor de Deus vai embora - Justin resmungou pegando me pelo braço do chão- 

 Dentro do carro eu via a estrada dupla e ria disso sozinha , Justin passou a mão em minha coxa nua e falou algo que eu nao entendi enquanto ria.

- Eu nao to vendo nada - ri de novo - Esse nao é o caminho da nossa casa 
- voce é maluca se acha que vou te levar pra casa assim.
- Sou maluca por você - Eu falei rindo - 

  Quando o sono bateu eu apaguei , nem na metade do caminho estavamos ainda. Quando acordei , olhei em volta e so tinha mato olhei para o lado do motorista rapidamente e senti minha cabeça doer, vi justin e ele sorriu para mim.

- Estou te sequestrando - Sorriu -
- Aonde estamos indo ? 
- Eu tenho uma casa num campo aqui perto vamos pra la sao so 3hrs da manha daqui apouco chegamos la.
- Seu maluco nao podemos voltar tarde.
- de manha voltamos , qualquer coisa voce esta com as meninas. - ele piscou pra mim e riu -
- ta rindo menos. Ainda ta muito bêbada ? 
- Estou so com dor de cabeça , bebi pouco , so sou fraca pra isso - Ele riu - 
- eu sei.

Quando chegamos ao campo , uma casa linda era para ser uma fazenda mais pelo jeito havia sido reformada e estava incrivelmente linda um caminho de terra ate a varanda da casa e em volta flores , arvores e o ar livre cativante.

- Lindo - ele riu e eu Desci do carro meia zonza - 

 Ele parou olhando a casa na metade do caminho e eu que ia mais atrás o abracei por trás , sua cintura e suas costas largas me escondiam atrás dele ainda mais por eu nao estar de salto.

- Eu nao tinha visto aqui ainda - escutei aquela voz o ar de riso e ri também - 
- Bonito aqui - Sorri sem graça -

 Entramos calados , quando minha consciência voltou eu realmente estava chateada com ele , Justin me tratava hora como um pedaço de carne e hora como sua mulher , minha mente havia ficado confusa no meio disso.

- Sinta-se a vontade - Deu um sorriso torto e sumiu escada a fora -

Me levantei e caminhei pela casa a procura de um banheiro, quando o achei sorri vendo o banheiro inteiramente espelhado e bonito entrei me sentindo intrusa mais ainda sim me despi para o banho , a água fria descia por meu corpo fazendo-me encostar a cabeça na parede perdida em pensamentos , megan . Justin , Christian , Meu pai todos rodeavam minha mente como um balde de água fria. Quando sai do banho uma toalha e uma blusa masculina estavam em cima da pia , coloquei a blusa que cobria até abaixo da calcinha e penteei os cabelos deixando-os soltos sai como um cachorrinho acanhado do banheiro e Justin não estava lá , joguei a toalha no sexto de roupas no banheiro e me sentei no sofá a tv estava ligada no bob esponja e eu sorri lembrando que Justin e Megan assistiam esse desenho e riam sempre da mesma coisa.

"I don't work hard when it's easy, I put in work when it's hard 
Não dou duro quando é fácil, só me esforço quando é difícil
I never believed in love until I had yours
Garota, nunca acreditei no amor até que tive o seu
This is more than a season and I'm not just fun
Isso é mais do que passageiro, eu sou mais do que diversão
I'm not afraid to tell you that you're the one
Não tenho medo de te dizer que você é a garota certa..."

 A voz suave me chamou atenção meu olhos voaram para o comodo ao lado , parecia a cozinha , levantei-me em silencio e escondida atrás da parede sorri , um sorriso tão sincero , lá estava Justin de costas para mim , apenas com uma calça de moleton cinza ele cortava algo com uma faca sobre a pia , sorri e fiquei ali olhando-o , as costas nuas , os lábios mexendo deixando a voz maravilhosa sair deles...

"The one I wake up thinking 'bout
Aquela em quem penso quando acordo
The one I can run to when I'm feeling down
Aquela com quem posso contar quando estou triste
Life so all good when you're around
A vida é linda quando você está por perto
Girl nobody from the past is beating you right now
Garota, ninguém do passado foi melhor do que você, agora..."

 Ele faziam com os lábios oque parecia ser o som do violão e voltava a cantar com graça , cantava tão bem que ja parecia estar acostumado a fazer aquilo. Quando a cantoria acabou eu ja estava com o coração explodindo em amor. Me virei voltando para a sala , sorri e puxei as cobertas para o meu corpo pouco coberto , o clima estava agradavel , vendo que já eram 00:00 e o tempo começará a esfriar tudo ficou melhor , as janelas abertas faziam com que ventasse a sala e esfriasse;

- Oi - Uma voz masculina atrás de mim fez-me se arrepiar dos pés até a cabeça -
- Justin ? - Ele sorriu e se juntou a mim , com uma panela e duas colheres em mãos.- Brigadeiro ?
- Mulher você se agrada com chocolate - Ele sorriu com as bochechas rosadas e eu sorri junto -

 Se juntou a mim , por debaixo das cobertas e mudou os canais da tv e deixou no filme meu malvado favorito eu ri um pouco alto demais.

- Oque foi ?
- Independente da idade que tivermos , sempre vamos gostar de desenhos de crianças.
- Que foi nao sou tao velho assim...
- Um pouquinho - Eu ri e ele resmungou -

Depois de quase meia hora eu sentada jogada em cima dele comendo chocolate com granulados por cima ele falou algo ,me levantei olhando-o.

- Oque você disse ?
- Precisamos conversar sobre nós ...
- Tem nós ?
- Sempre teve , sempre vai ter.. Nunca conseguiremos nos separar;
- oque falar sobre nós ?
- Eu quero você , hoje não quero só te beijar e deixar tudo rolar eu quero que quando acordamos amanha de manha eu possa simplesmente me virar pro lado e te beijar sem preocupação de que você possa ter sumido , ou que você irá embora e eu terei novamente que passar mais um dia me achando o tolo idiota, eu quero poder dizer para quem tentar se aproximar de você como o christian que você é minha, eu não to aguentando mais alexandra esse gato e rato. Eu te amo e quero enfrentar tudo sem brigar , ou precisar ir atrás de você o tempo inteiro , eu só quero ter a certeza que todas as noites você vai voltar pros meus braços.
- Sabe que pra mim nunca vai ser facil ...
- Eu sei , sempre teremos marcas , sempre teremos lembranças , nada era pra ter acontecido do jeito que foi e eu sempre vou me corroer por dentro toda vez que eu te toco eu lembro o monstro que eu fui , toda vez que eu olho para o seu corpo eu tenho vontade de morrer alex , mais eu não posso , eu não posso viver sem você , sem megan , eu sei que não sou a melhor pessoa do mundo , a mais simpatica , ou o mais carinhoso , sei que todas as palavras que ja te falei te magoaram tão profundamente que senti em mim mas a mais sincera delas , foi o Eu te amo.

 Meus lábios voaram para os seus e nao foi por fogo , ou porque eu queria dar para ele mas porque eu estava perdidamente apaixonada por ele , eu o amava incondicionalmente , eu o amava , eu sabia que isso nunca iria mudar , independente do tempo , independente do quanto tentassemos , ele tirou a panela que estava entre nós e me sentou em suas pernas que estavam em pernas de chines e ali ficamos , nos beijando até perder o folego , sem sexo , apenas beijos e abraços e assim foi a noite , não lembro quando dormi , nem onde dormi , so lembro que o clima , o amor , tudo estava presente naquele momento , naquela sala e eu não queria que isso acabasse mais...


Gente bom , não tenho desculpinha dessa vez , mas estou sem notebook então sabem né que sem um computador nao da pra postar -.- mas consegui terminar esse capitulo hoje pela gloriaaa de deus e postei :D espero que nao tenham me largado , amo vocês <3
             

2 de nov de 2014

Slaps And Kisses. - 2° Temp. - 13° Capitulo


- Desculpe senhor Bieber mas ... Eu não vou te dizer que Megan esta na casa da Avó e esta doente e precisando muito desse ursinho - Olhei diretamente para o ursinho e eu reconheci ele de imediato era o urso que eu havia deixado junto com Bud e Polly no pior dia da minha vida -
- Megan esta doente ?
- Megan esta tendo crise emocional senhor , ela se apegou a você e foi arrancada mt depressa de ti também.
- Eu vou te dever essa pro resto da vida - Levantei e desci correndo com o ursinho em maos - 
Quando cheguei em casa Sabine estava com uma mochila minha e uma mala pequena ao lado do corpo a olhei confuso.
- Nao perca tempo fazendo perguntas - Lhe dei um beijo na testa sorrindo e dali mesmo fui embora com o primeiro táxi que vi na rua-

Calça de pijama do tartaruga ninja , blusa branca , supra branco , cara de choro e cabelo bagunçado essa era minha situação no momento por onde eu passava correndo as pessoas olhavam , minha unica intensao ali era conseguir encontrar Alexandra e Megan eu precisava disso nao posso deixar o tempo passar novamente comprei a primeira passagem q a moça falou o voo saia em 30 minutos e nesse meio tempo eu simplesmente desabei ali sentado no meio do aeroporto. ELA CHEGOU mudou minha vida completamente aos meus 22 anos , ELA FOI EMBORA minha vida mudou para pior e deixou tudo de cabeça para baixo e agora que ela tras a minha alegria de volta  ela acha que vou deixa-la ir embora assim ? Tao depressa ? Tao derrepente ?...

Alex Narrando -

Minha vida estava uma merda tudo completamente destruido e de cabeça para baixo , 2 semanas depois e eu nao via Justin , cancelei meus ensaios e coloquei alice em meu lugar para outros 3 ensaios , Megan havia ficado de cama , a duas semanas ela estava tendo febre e sonhando com Justin , mas suas garganta nao tinha nenhum indício de inflamação , Justin nao tentou ligar ou simplesmente mandar uma mensagem , Andrey tentava ligar para ele mas as vezes que tentou seu celular dava como desligado e tudo que eu posso dizer sobre isso é que tudo so piora voltando ao centro de nossos corações eu vi que tudo tinha sido como um sonho maravilhoso  ate quando o trem saiu dos trilhos.

- Tudo bem ? - Escutei a voz de Pattie atras de mim e suspirei-
- Sim Pattie
- Nao parece muito... 

 Fiquei quieta eu estava sentada em um dos últimos degraus da escada a mais ou menos 2 horas olhando para aquela casa , aquele sofá , nada havia mudado , tudo era como quando eu e Justin começamos a nos apaixonar nesse chão escondido , ou assistindo filme de terror no sofa confortável.

- Essa casa me trás tantas lembranças..-Falei Quando a vi sentando em meu lado-
- Quer me contar oque houve ?
- Rosa esta grávida de Justin , ele diz que nao mais... eu ja vi ele e ela nas horas mais horríveis possivel como posso acreditar que ele nao fez um filho nela sem querer.
- Justin sempre foi mulherengo mas ele nunca deu esse molhe com mulher alguma Alex - Ela falou suspirando - ele tambem esta sofrendo com isso liguei para ele tantas vezes desde quando você chegou e ele não atende , nao retorna os emails e quando eu tentei falar com Sabine ela me disse que Justin estava desesperado por vocês terem sumido assim.
- Oque eu posso fazer as vezes acho que eu sou tão imatura para essas situações ou para qualquer coisa.
- Voce criou Andrey e esta criando perfeitamente Megan nunca se sinta imatura muitas pessoas da sua idade nao conseguem fazer nem um terço disto.
- Crio ela tao bem que estou fazendo-a sofrer por um problema que nao a desrespeita , ela esta doente por minha culpa
- Tudo se resolverá tudo - ela me deu um beijo no topo da cabeca e saiu indo para seu quarto ,Megan e andrey dormiam no quarto de hóspedes e eu no meu quarto quando dormi eram 5horas da madrugada e ainda sim sonhei com justin o resto da noite. -

No dia seguinte quando acordei papai , Megan e Andrey haviam ido passear pela cidade , pattie estava na cozinha e eu , eu planejei passar o resto do meu dia de pijama na cama assistindo TV.

- Bom dia querida quer ir ao mercado comigo
- Bom dia Pattie , obrigado pelo convite mais tudo que eu quero é ficar o dia de pijama na cama
- Eu acho legal voce sair passear tomar um.ar fresco
- Hoje nao é um dia bom para isso obrigado - Subi as escadas correndo -

Passei pelo quarto de justin e la estava a porta escancarada , sorri pela primeira vez no dia eu ainda sentia aquela sensação de passar pelo seu quarto querendo encontra-lo la dentro apenas para espiona-lo , de ficar ansiosa para que o papai e pattie saissem para que ficassemos só e mesmo implicando podessemos deitar juntos e ali mesmo ficar o resto da noite assistindo filme, ou então de encontra-lo apenas para bater nele e dizer que ele era um completo idiota e depois nos beijarmos apaixonadamente sem nunca chegarmos a fazer amor como dois loucos apenas beijos e amassos.

- Você ainda tem a mesma sensação que eu! - Aquilo gelou meu peito , como um arrepio louco de medo , de tesão , de saudades -  Voce ainda tem  sensação de querer passar em frente a um lugar só para poder ver seu rosto  sorridente , ou entao orar para ficarmos sozinhos em casa apenas para podermos nos Beijar como dois loucos apaixonados - senti a ponta dos seus dedos irem puxando meus cabelos tirando-os de minha nuca lentamente - e depois ficarmos abraçados no sofá - senti os lábios gelados em minha nuca e continuei imóvel - Eu sempre sinto isso , quando entro nessa casa o cheiro de saudades invadem minha narinas com vontade , seu cheiro , seu rosto , sua risada ecooa por essa casa , nossas brigas em cada canto desse lugar , nossa história de amor infinita e inesquecível Alexandra - os sussurros de tudo que eu estava pensando naquele momento me deixaram em êxtase -
- Oque faz aqui ? - Perguntei sem ousar me virar , olhar seus olhos seriam minha perdição -
- Eu vim atrás do que e meu - ele falou soltando o ar quente em minha nuca -
- Oque é seu ?
- Voce , Alexandra , você! - suas mãos me giraram lentamente pela cintura e eu encarei o pés eu nao queria encarar a proximidade qual estavamos -  olhe para mim
- Nao.
- Por favor - Seus dedos erqueram meu queixo de leve e eu por ventura olhei seus olhos cor de mel , estavam vermelhos , os cabelos caiam para a frente e algumas partes arrepiadas , incrivelmente sexy , em seus olhos abtavam olheras e os labios estavam como de um bebe rosado e pequenos , suas roupas eram de dormir e eu jurava que ele havia viajado como estava no meio da madrugada -
- Nao era para você ter vindo.
- Porquee ? Temos tanto a conversar
- Nao temos oque conversar - falei mais alto e Justin continuou me encarando-
- temos sim Alexandra
- OQUE TEMOS PARA CONVERSAR BIEBER ?
- TALVEZ QUE MEGAN É MINHA FILHA TAMBEM - então eu me calei o clima ficou tenso e Pattie entrou no quarto no mesmo instante -
- Oque está havendo ? - Ela perguntou nos olhando -
- Nada mãe , daqui a pouco descemos
- Va tomar um banho Justin depois voces conversam melhor - Pattie falou e me puxou pela mao saindo do quarto -

  A essa altura eu ja desabava como um bebe , me joguei no sofá e por ali mesmo fiquei deitada olhando o teto e a decoração em volta , pensando em como seria bater de frente com Justin finalmente pela paternidade de Megan , e depois como seria explicar a ela que ele  era o seu pai herói  como ela dizia que queria.

- Oh minha filha - Pattie alisou meus cabelos e eu chorei mais ainda deitando a cabeça em seu colo -
- Como vou encara-lo agora como vou explicar isso a megan
- Megan irá amar a noticia querida , amar muito mesmo já Justin , sabemos que voce errou com ele em nao contar algo tao importante para ele mas ainda à tempo , ainda há esperança.
- Oque eu faço ?- Va la conversar com ele , sei que ele esta estressado mas com voce as defesas dele somem alex voce consegue..
- Nao sei se consigo
- Voce consegue !

Entao eu levantei indo em direção ao quarto de justin , olhei novamente a porta aberta e entrei la estava ele sentado na poltrona , o olhar serio , sem camisa e apenas de shorts encarando o celular.

- Precisamos conversar - sussurrei -
- Oque voce quer ?
- Ja disse precisamos conversar , quer ir dar ... uma volta ?  - Ele perguntou se levantando -
- hm ... claro
  Observando todos os movimentos de justin vi ele enfiar o pé no supra e colocar uma camisa , ainda sério ele saiu do quarto e enquanto ele  descia eu entrei em meu quarto jogando uma agua rapida no corpo e logo coloquei uma roupa simples para ser mais rapida.
- Podemos ir - Falei chegando a cozinha chamando atenção de justin -
- vamos

Pattie ficou nos olhando da sala enquanto saíamos , assim que chegamos do lado de fora justin me olhou e logo abaixou a cabeça novamente  andando ate o carro , o caminho foi incrivelmente silencioso quando ele parou na frentr de um hotel eu desci olhando para cima a entrada divinamente linda , entramos e justin foi direto para o elevador.

- Tem uma casa aqui ?
- Sim meu apartamento é o ultimo
- Ata - Subimos calados -

Justin abriu a porta do ap e eu fiquei encantada com a visao , com o aroma de Justin empreguinado naquele local ele caminhou ate uma porta toda repleta à vidro e a abriu saindo para a sacada eu o acompanhei como um cachorro acuado e com medo.
  Dali se via a visão mais maravilhosa da cidade s casas pequenas la embaixo , o céu por estar escuro e nublado ainda sim estava lindo , quando mal percebi justin voltou com uma lata de redbu  nas mãos.

- Servida ?
- Claro obrigado - Ele se jogou no puf da sacada e eu fiz o mesmo me sentando no de sua frente me senti como uma adolescente de novo sentada ali como amigos apenas para beber e conversar e sorri -
- Do que ri ?
- Me senti como uma adolescente novamente sentada aqui , apenas para conversar , bebendo.
- As vezes eu me sinto assim quando estou com você , ainda mais quando estamos la - Ele se referiu ao local onde moravamos - é como se as pessoas não me conhecessem , la eu sou o diretor sério e sem vida , aqui eu sou livre sou o Justin , o moleque crescido - Sorri escutando-o falar daquele jeito ele encarava o céu em momento algum me olhou -
- Justin , o real motivo de virmos aqui ...
- Foi Megan - ele apenas completou minha frase e pela segunda vez em horas ele me encarou , me olhando fixamente -  Me conte desde o início por favor
- Tudo começou no dia em que voce me viu com Chris você sumiu me deixando desesperada por dias , tudo começou a acontecer inclusive a minha descoberta sobre minha mãe então naquele dia eu so queria fugir de toda aquela confusão - Falei sentindo meu coração apertar como se eu tivesse voltando naquele dia novamente - mas você nao estava la para me acolher no momento que eu precisava então sai pelas ruas afim de achar apenas uma praça sentar e chorar , foi ai que encontrei você mas nao era exatamente você , era a raiva , o ódio , e então aquilo aconteceu depois daquilo corri para Hannah e fiquei 2 dias na casa dela eu me sentia impossibilitada de levantar e encarar todos a minha volta eu estava me sentindo um lixo sabe , eu estava com dor , chateada - Vi quando uma lagrima escorreu em seu olho esquerdo e disfarçadamente ele olhou para baixo - então dias depois eu sentia enjoos , nauzeas , nao queria nem ver comida mais a minha frente e um dos piores dias eu fui ate ao apartamento de Nanda e la passei mal e ela me fez a pergunta que desvendou todos os mistérios dos enjoos e compramos testes de gravidez todos deram positivo o desespero foi grande passei a noite la naquele dia , quando contei para minha mae , meu pai , e Pattie ambos piraram , Pattie foi a unica que me entendeu , ela sabia oque tínhamos , sabia que isso iria acabar em casamento ,filho ou algo do tipo ela me apoiou ate o ultimo instante quando eu estava chorando naquela maca de hospital e ela me disse que muita coisa iria mudar mas que essa seria uma das melhores experiências da minha vida.
- Porque nao me procurou ? - ele se levantou andando de um lado pro outro , passou uma mao no rosto a outra nos cabelos baguncados, ele estava nervoso -  POR QUE NAO FOI ATRAS DE MIM ?
- PORQUE VOCÊ TINHA SUMIDO , DESAPARECIDO PATTIE ACHOU MELHOR NAO LHE PROCURAR NO MOMENTO VOCE NUNCA FOI SENSATO ESTANDO DE CABEÇA QUENTE
- VOCE QUER QUE EU ESTEJA DE CABEÇA FRIA COMO EU ACABO DE DESCOBRIR QUE SOU PAI , PAI A 5 ANOS ALEXANDRA
- EU SEI E EU DESCOBRI QUE IRIA SER MAE AOS 17.
- VOCE ERROU EM NAO TER ME CONTADO
- VOCE ERROU EM TER ME LARGADO!
- EU ME ESTRESSO FACIL COM VOCE -ele gritou chegando mais perto -
- EU ODEIO VOCE E TODO SEU ESTRESSE
- GAROTA EU TE ODEIO - Entao ele me beijou eu tentei empurra-lo mas ele me prendeu na parede e tudo que eu fiz foi beija-lo de volta -

Com as pernas em sua cintura ele simplesmente me carregou para dentro do apartamento me jogando no sofa como uma boneca , meu corpo correspondia por aquilo a cada toque a cada beijo , eu ficava louca com isso , com apenas um beijo meu corpo todo se atiçava.

- Para Justin - Reclamei empurrando-o e ele se afastou de mim ofegante -
- Fica o resto do dia comigo - Ele pediu mordendo o lábio e eu suspirei -
- Viemos aqui para conversar , lembra ?
- Mas eu não resisto alexandra -Seu olhos eram ardentes e seu corpo quente , puxei sua camisa e quando ele percebeu que aquilo era um chamado para mais horas de loucuras ele veio sem exitar -

  8 Horas se passaram quando Justin caiu ao meu lado ofegante e murmurando algo que eu nao prestei atenção , sim , haviamos feito amor como dois loucos um atrás do outro já era noite e Pattie ligou quando eu atendi o celular ofegante.

~Ligação On~

- Menina aonde vocês se meteram ? - "Na verdade Justin se meteu na minha buceta" pensei-
- Ér... - Perdi a voz quando olhei para baixo e vi Justin entre minhas pernas , Justin passou a lingua por meu clitóris e soltou um gemido baixo me fazendo prender o folego - Estamos bem... 
- Onde estão ?
- Estamos ... -Soltei um suspiro praguejando mentalmente - Em um lugar....
- Ah... já entendi , estão em uma praça conversando -Ela mentiu alto e descaradamente , meu pai estava por perto! - Então não precisam demorar , se quiserem encontrar uns "amigos" o resto da noite podem ficar descansados cuido das crianças.
- Aaah isso é ótimo - Falei jogando a cabeça para trás , não sabia se estava respondendo a Pattie , ou a lingua de Justin -
- Agora divirta-se querida , cuidado heim Beijos.

~Ligação Off~

  Joguei o celular longe e gemi alto eu iria para meu 5° orgasmo em 8horas , meu corpo já se contraia automaticamente e eu sentia aquele alivio gostoso querendo descer então quando Justin enfiou 2 dedos indo rapido o suficiente para que eu jorrasse e perdesse o resto das forças que eu ainda tinha.

-  Voce não descansa nunca
- Sim , já gozei por hoje e por amanha gata - Ele sorriu e se deitou e eu me deitei em seu peito ainda ofegante , so não suando por causa do ar condicionado -
- Ainda bem que não é o tipo de apartamento com vizinhos porque se não já tinham batido aqui para nos mandar calar a boca - Ele gargalhou -
- Quando eu comprei esse apartamento já foi na intenção disso - Fechei a cara na hora -
- Trazer suas vadias para cá ? - Me levantei irritada -
- Ei , calma deita aqui de novo -Puxou meu braço me fazendo cair novamente deitada em seu peito e beijou minha testa - Quando comprei isso daqui , minha intenção era um dia me casar e me mudar com você para cá. 
- Mesmo eu estando longe , porque ainda pensava nisso ? - Desarmei totalmente -
- Porque eu estava prestes a qualquer momento vir atrás de você Alex , nunca pensei em te perder totalmente. - Ele beijou o topo de minha cabeça e eu fiquei calada - Porque eu ... - Me levantei virando-me para ele e olhando seus olhos- Eu te amo Alexandra - Seu rosto corou junto com as palavras , as bochechas rosadas dele ficaram como um tomate e eu sorri largamente -
- Eu também te amo Justin - Ele me puxou para seus braços me abraçando forte e eu o abracei de volta -

  Ficamos ali , quietos curtindo o momento , la fora estava chovendo , estavamos em julho o mês do ano que é frio em quase todos os lugares , porém não é nem metade do frio que faz no final do ano mas ali dentro estava quente e confortável como estar em frente a uma lareira no natal ali mesmo eu peguei no sono , quando acordei eram simplesmente 00:00 noite , eu estava com fome , uma fome que fez minha barriga fazer um estrondo e Justin que estava acordado assistindo televisão gargalhou.

- Com fome gatinha ?
- Muita - Fiz careta -
- Quer sair para comer algo ? 
- Está de madrugada Jus , temos que ir embora - Ele sorriu -
- Hoje você é minha a madrugada toda , temos até ás as 6horas para ir embora , o horario que seu pai acorda é sete lembra ?
- Okay. Mas não tem onde comer esse horario 
- Bom , vamos arrumar porque essa casa esta zerada de comida.

  Quando Justin abriu a janela para olhar lá fora , o frio arrepiou até o ultimo cabelo do corpo, ele me emprestou seu casaco e colocou uma outra blusa de manga longa , logo estava no carro rua afora , paramos em um starbuck Justin entrou comprou coffee e lanche para a viajem logo voltamos ao apartamento e sentados no tapete de veludo da sala e comemos assinto tv , eu estava me setindo tão leve , como nos tempos antigos , sem criança , sem ninguém apenas eu e ele assistindo um filme e comendo besteira.
   As 6:00 da manha eu estava na sala assistindo desenho , Justin ainda dormia e eu havia tido uma insonia que me fez levantar as 5horas para assistir oque fosse que estivesse passando na tv.

- Bom dia - Justin saiu do quarto coçando os olhos , bocejando e com o cabelo bagunçado -
- Bom dia 
- Perdeu sono ?
- Sim , tive insonia 
- Podia ter me chamado gata - Ele me deu um beijo na bochecha - Vem tomar banho comigo para irmos embora ?
- Hm... que convite tentador ,claro que aceito - Ele sorriu com os olhos inchados fechando e eu sorri indo abraça-lo -

  Um banho calmo e relaxante na banheira espumada , ele sentado de frente para mim e eu completamente jogada eu estava totalmente calma.

- Alex... precisamos .. bom.. terminar de conversar sobre Megan - Eu abri os olhos , sabia que voltariamos a esse assunto novamente , só não sabia que seria hoje - Eu não quero estragar a noite maravilhosa que tivemos , mas precisamos contar a todos sobre isso Alex...
- Eu sei mas acho que deveriamos começar pelo Papai , ele ficou uma fera , ele até hoje não aceita que eu não conte quem foi o sujeito que "engravidou a filhinha dele", acho que não seria facil.
- Não vai ser mais vamos hoje conversar com ele , se quiser que eu vá sozinho não me importo
- Nao , vou com você Justin , fizemos juntos lembra. - Ele sorriu de lado , um sorriso travesso -
- E depois oque faremos com Meg ? - Ele encarou nossos dedos entrelaçados , ele parecia desnorteado com a ideia de ser Pai -
- Eu vou conversar com um "especialista" e ver oque ele me diz sobre como contar para ela que ela tem um pai e etc... não podemos chegar despejando tudo de uma vez. - Ele assentiu -
- Vamos ? - Suspirou me encarando -
- Sim vamos - Sorri -

   Quando saimos do Apartamento Justin foi o caminho calado , quieto , pensativo , não me tratou mal apenas ficou preso em seus próprios pensamentos , quando estacionou em frente a casa de nossos pais ele fechou os olhos suspirando.

- Ei - Chamei sua atenção acariciando sua nuca e ele se virou para mim - Eu sei que é dificil tudo que está acontecendo de uma hora para outra , descobrir que é Pai não é uma função facil , mais eu to contigo , vamos cria-lá como dois adultos malucos mesmo e ela vai amar a ideia de ter um pai como você. -Ele suspirou e pareceu aliviado em escutar aquilo - Todos vão adorar a ideia acredite.
- Todos menos seu pai gatinha , ele vai querer arrancar meu penis fora.
- Relaxa que isso eu não deixo não - Ele gargalhou - Bom , me empresta seu carro ?
- Cade o seu ? - Ele tinha um ciume dos seus carros que pareciam mais mulher dele do que eu .. Mas ta , eu não sou mulher dele fiz careta triste com aquela verdade -
 - Meu pai resolveu sair com ele essa semana e puf , arriou o motor , só chega amanha;
-  Ta eu vou te emprestar mais todo cuidado do mundo pelo amor de deus , a pintura está nova -Eu revirei os olhos e ele saiu do carro eu pulei para o banco do motorista -
- Se megan acordar me liga , mas com certeza ela só acorda lá para as 12:00 , beijos - Dei um tchauzinho pela janela e sai com o carro vi Justin com cara de preocupado ainda em pé e ri -

 Esse era o xodó de Justin , quando nos mudamos da casa deles , os carros ficaram e obviamente compramos novos então sempre que quisessemos vir para cá não tinhamos problemas com carros , tirando eu que meu pai resolveu usar o meu e puf , fudeu minha vida.  Quando parei em frente a casa de Hannah sorri, ela ainda morava com a Mãe já que o pai havia se separado então a casa era mais delas;

- TIA - Abracei a tia sorrindo -
- Queria quanto tempo -Ela me abraçou apertado e me olhou de cima abaixo - Wow , esta em ótima forma ainda , queria ter pegado essa coisa boa de você e de Hannah crescem mais nao mudam o corpo;
- Sorte , uma coisa boa que Deus me deu - Gargalhamos -
- Hannah vai adorar a surpresa , ela está cantando musicas depressivas no chuveiro pode subir já é de casa;

 Subi correndo eu estava me sentindo extremamente confortavel , um short jeans curto , uma sapatilha nos pés e uma blusa de renda com botões na frente , eu estava me sentindo bem e jogada.

- PUTA QUE PARIU - Hannah gritou quando saiu do banheiro e me viu jogada em sua cama- QUE SAUDADES - Ela se jogou em cima de mim e me abraçou forte me fazendo sorrir -
- Eu sei que você me ama mas calma estou aqui para sua felicidade -Ela se afastou sorrindo -
- Nem um pouco convencida

 Ela se vestiu e voltou para o quarto depois de pentear os cabelos , nos sentamos na cama e ela começou a falar de Ryan ,eu contei que ela estava tendo uma paixao avassaladoura por ele á mais ou menos 3 anos ? Acho que não , não me lembro , mas o pior é que ele nunca percebeu , ou então nunca fez questão de tentar ficar sério com ela.

- Eu amo aquele babaca , mas o pior eu nunca mais vi ele , a ultima vez foi semana passada quando Caitlin me chamou para ir ao shopping e Chaz estava lá com Ryan e Kaio.
- Calma que a rainha dos cupidos voltou - Sorri -
- Você nunca faz nada dar certo então seu cupido é uma bosta 
- Feriu meus sentimentos porra 
- Duvido , você está com um ar tão feliz hoje que nada parece abalar você.
- É eu to feliz ... mas ao mesmo tempo tão triste sabe quando um combate com o outro e você fica os dois ao mesmo tempo.
- Me conta tudo que eu perdi ?
- Bom ... Justin descobriu que Megan é filha dele - Suspirei - ontem fomos conversar no apartamento dele aqui e acabamos transando por 8 ou 9 horas direto , dormimos por lá até agora de manhã
- Vão virar coelho se toda vez que fuder você engravidar - Nós gargalhamos - Mas me diz qual o lado ruim e triste ?
- Rosa, a mulher que ele comia diz que está gravida dele , ele nega e diz que vai provar , mas eu não sei , não quero que outra criança cresça sem pai , eu vi o quanto Megan sentiu falta.
- Mas você tem que pensar em você também , e se ele diz que não é pai desse bebe , então acho que é porque ele sabe.
- Não sei , eu já peguei eles dois ... você sabe naqueles momentos , então não posso acreditar assim. - Suspirei -
- Bom esquece um pouco isso , foca agora em que você que tava na cama dele ontem o dia inteiro , Safada - Gargalhamos - enquanto eu to aqui , to virando virgem de novo porque olha , nem o Michael está mais aqui para poder dá umazinha - Eu ri daquele fogo que ela estava -
- Estou com saudades dele - Suspirei - aquela bunda grande e gostosa daquele garota me deixa quente - Nós gargalhamos -
- Como nós duas já pegamos ele e nunca nos apaixonamos ? 
- Não sei , acho que porque se se apaixonar estraga.

  Ficamos horas conversando , sobre tudo e todos , descobri que Caitlin e chaz continuam naquele arranha arranha , mas Hannah disse que chegou na casa de Caitlin esses dias que saiu com Kaio e dava para escutor os gemidos do primeiro andar e horas depois Chaz desceu todo bagunçado , sorte que Kaio já estava dormindo pois Hannah não presta para inventar historia para uma crianças.

- Então vamos , de noite as 23:00 passa lá em casa que vou contigo. 
- Okay , avisa ao Justin os meninos com certeza vão 

  Me despedi de Hannah logo apos ligarmos para Caitlin e ela inventar de que tinhamos que sair para comemorar que eu estava de volta por uns dias então resolvemos sair para beber no barzinho com musica ao vivo. Quando cheguei em casa Justin estava na sala andando de um lado para o outro com o celular no ouvido mas assim que escutei o nome meu sangue subiu todo paraa cabeça

- Rosa eu... 
- Ta falando com ela de novo ? - Ele se virou para mim , os olhos arregalados , o corpo paralisado ...

             
O Capituloooo ficou uma merdinha mais eu tentei então se ficou muito ruim sorry :/ 
<3 

   18 COMENTÁRIOS 
              

28 de out de 2014

Slaps And Kisses. - 2° Temp. - 12° Capítulo


-QUE HISTOTIA E ESSA ? - Gritei passando a mão pelos cabelos , era inacreditavel-
- Não é nada disso , ela não está...
- VOCÊ ESCUTOU OQUE ELA DISSE , O FILHO É SEU...-A essa altura quem chorava era eu -
- O filho não é meu - Ele falou frio a voz seca -
- É sim Justin - Rosa falou -
- CALA A BOCA.
- Não calo não , eu to grávida de um filho seu Justin.
- Some daqui Rosangela - ele falou serio e frio -
- voce esta rejeita...
- FODA-SE PORRA SOME NAO PISE MAIS NA MINHA CASA EU VOU PROVAR QUE ESSE FILHO NAO É MEU ENQUANTO ISSO NÃO DIRIJA A PALAVRA A MIM.
  
Quando ela saiu eu cai sentada no sofá abraçando as pernas e escondendo meu rosto , Justin simplesmente não falou nada e subiu as escadas correndo , me deitei ali mesma encolhida e chorando pequei no sono .

  Justin Narrando -

  Meu coração bateu a mil por hora quando a hipotese de Alexandra me largar passou pela minha cabeça, liguei para um dos melhores médicos da cidade , liguei até para meu advogado para caso ela quisesse algo, quando terminei todos os telefonemas eram 4:00 da manhã , meu corpo estava pesado minha cabeça latejava mais de uma coisa que tinha mais certeza do que nunca , Aquele filho não era meu e ela não ia estragar minha vida com Alexandra.

- Deus não deixa nada nos atrapalhar agora - Falei olhando para o teto e suspirei -
  Sai do quarto e fui até o de Megan , a pequena dormia como um anjo sorri vendo as bochechas rosadas , a boca pequena e vermelha eu amava ela , um amor tão pura e profundo que eu queria que ela fosse minha filha , queria cuidar dela e protege-la de todos os urubus que quisesse fazer oque eu já havia feito com tantas por ai , eu queria guarda-la em minha mochila e deixa lá apenas para mim e para Alexandra. Desci as escadas e no sofá ao longe eu vi Alex deitada encolhida , o vento frio de dentro da sala estava congelando-a então tirei meu casaco e joguei em cima dela.

- Você não em noção do quanto eu te amo - Falei sozinho - Eu vou provar que aquela criança não é minha , a unica pessoa com quem eu quero ter um filho é você -Sussurrei  e lhe beijei a bochecha -

Peguei-a no colo e a vi se remexer como uma criança então levei-a até o quarto , a esquentei nas cobertas e fiquei apenas de box deitando em seu lado , ela ainda inconciente aconchegou o corpo frio ao meu e dormiu.

- Justin - Acordei com cutucões e abri os olhos assustado -
- Alex ? Tudo bem ? - Ela negou com a cabeça , palida como uma folha de papel as pernas fraquejaram e ela quase caiu se apoiando no criado mudo - Alexandra - Levantei e peguei-a deitando-a na cama -
- Acho que a comida de ontem não me fez bem Justin - A voz fraca como de quem acabará de perder toda a força -
- Quer que eu chame um médico ? Te leve ao  medico ? Me diz oque fazer - Falei desesperado -
- So deita e fica aqui comigo - Ela virou para o lado e fechou os olhos , me deitei e a abracei por trás em minutos ela estava dormindo -
  
Eu não dormi mais um minuto ou segundo se quer , cada musculo que ela mexia eu abria os olhos quando depois de 3 horas finalmente ela abriu os olhos meu coração voltou a bater normal , ela ainda estava palida como eu nunca havia visto , o rosado dos seus lábios haviam sumido e seus olhos estavam quase fechados.

- Acho melhor chamar um médico - Falei alisando seus cabelos -
- Não tenho nada Bieber , estou bem , só cuida da Megan, de banho tenho roupa na minha bolsa e de algo pra ela comer , depois ela fica assistindo tv na sala ou mexendo no tablet dela que está na bolsa.
- Claro , qualquer coisa me chama eu ja volto - Beijei sua testa mas ela pareceu rejeitar o beijo -


  Ajudei megan no banho e depois a arrumei , eu definitivamente era pessima com essas coisas mais eu tentei e a cada coisa errada ela ria feito boba me fazendo rir junto

- Oque a mamãe tem ?
- Ela ta dodoi , mas ela mandou a senhorita ficar queitinha fazendo oque quiser
- Hm... ta bom


  Sabine fez a mamadeira dela e ela correu para o sofá , se enrolando na coberta que ela arrastou pelas escadas e se jogou no sofá, sorri vendo como ela era linda e fofa e voltei para o quarto.

- Está melhor amor ? - Perguntei quando cheguei ao quarto -
- Umhum
- Vamos tomar banho ?
- Justin eu não quero tomar banho com você - Senti uma facada no peito mais mantive a pose -
- Alexandra na banheira conversamos sobre isto
  Já dentro da banheira alex pareceu relaxar , fechou os olhos encostando do outro lado .
- Precisamos conversar
- Oque quer ?
- Não vou te perder por aquilo
- Aquilo é seu filho
- Você por acaso acredita que Rosangela está mesma gravida de mim , Alexandra deixe de ser burra ,porque exatamente no momento em que estamos bem ela vem com isso , transei com ela 2 anos antes de você aparecer e logo agora ela arruma isso ? Não vou te deixar por isso , vou te provar que aquilo não tem haver comigo.
- Enquanto isso oque eu faço ? Fico vendo a barriga dela crescer calada , fico vendo ela espalhar por ai que está esperando um filho seu enquanto a otária aqui que dorme na mesma cama que voce não está ?
- Está com ciumes Alexandra ? Você quer ter um filho meu ? - Levantei o corpo indo para cima dela -
-  Não estou com ciumes , no momento tudo oque eu quero de você é distancia Bieber , me desculpa mais eu não vou pagar de otaria.
- Isso tudo é ciumes , medo dela esfregar na sua cara que está gravida de mim e você não Alex ? me diga a verdade
- EU ODIEI A IDEIA DE TER OUTRA PESSOA GRAVIDA DE VOCÊ , ERA PRA SER NOSSA FAMILIA SABE E AI VEM UMA PORRA DE UMA INTROMETIDA E ACABA COM TUDO. - Ela gritou irritada e eu sorri -
- Vamos sair Alex - Levantei me sequei e enquanto ela se secava fui até o quarto e coloquei uma cueca roxa  baguncei o cabelo com a mão -
- VOCÊ É UM BABACA - Ela gritou -
- Porque ?
- VOCÊ ESCUTOU OQUE EU ACABEI DE DIZER ? ESCUTOU ? - Puxei ela pelo braço e a joguei na cama -
- Então tenha um filho comigo , crie uma familia comigo... - Seus olhos arregalaram -
- N-ã-ão ...
- Não era isso que você estava com ciumes ? Não era disso que você estava falando ?
- Não é assim , Megan está nova eu trabalho muito e...
- Entao que porra voce esta reclamando - Levantei irritado eu queria um filho com aquela mulher e ela nao se decidia -
 
  Sai do quarto e fui para o jardim atras da casa me joguei deitado no gramado apenas de short o gramado estava molhado e o vento estava frio , o céu nublado mas eu nao ligava , vi quando Alexandra deitou ao meu lado e eu continuei imovel

- Justin - ela me chamou e eu senti os pingos  de chuva cairem em meu rosto - E se eu te contar uma coisa agora ?
- Oque ?
- E se ja tivermos uma filha ? - meu coração parou , havia fracas batidas em meu peito -
- Como assim ? - Me sentei tao rapidamente que ela se assustou -
- Deixa isso para la .. Justin eu vim aqui para te explicar , eu quero ter uma familia com voce , quero ter filhos , uma casa , voce e as crianças para cuidar mas com ela ... nao dá!
- Voce ta me dizendo que ...
- Eu sinceramente nao sei - ela deixou um sorriso triste no canto dos labios e alisou meu rosto fechei meus olhos sentindo a caricia leve de seus dedos -
  Quando abri os olhos ela estava com os labios a frente dos meus quase colados eu simplesmente deixei acontecer beijei-a com  calma enquanto ela acariciava minha nuca encharcada pela chuva forte que caia mas ela e muito menos eu parecíamos dar importância para aquilo ela me puxou deitando-me em cima dela pelo gramado molhado , eramos encobertos pela chuva. Suas mãos deslizaram meu abdome e subiram sobre minhas costelas para minhas costas e a arranhou abrindo as pernas e me envolvendo a cintura entre elas.
- Alex ... -Sussurrei sentindo minha ereção roçar sua intimidade por cima da roupa -
- Eu quero você Justin , eu não sei o motivo , o porque , se é certo ou se não é mas eu quero -Então a beijei novamente , eu não conseguia negar aquilo a ela , eu não conseguia negar nada a ela -


  Então a beijei como se tudo tivesse parado e só houvesse nos dois naquele quintal , tirei sua blusa liberando os seios fartos e completamente deliciosos a deixando apenas de calcinha , tudo que ela usava era uma blusa minha e uma calcinha , desci os lábios até seus seios e os deliciei , passando a língua e os sugando como um bebe faminto e quando os gemidinhos leves entraram em meus ouvidos eu me empenhei mais ainda , sorri abaixei sua calcinha e logo depois e joga-la na grama eu voltei ao seus lábios novamente saboreando sua lingua na minha e o gosto de morango gostoso.

- Aw você me deixa doido - Sussurrei entre o beijo -
- Ah eu preciso de você -Soltou outro gemido e então eu abaixei o short  jogando-o para fora-


  Então ali , em baixo de chuva , em cima de um gramado , com todos os vizinhos podendo ver eu penetrei fundo a fenda molhada , encharcada de tesão e gemi junto com ela quando sua buceta engoliu meu pau no apertadinho dela. Escutando os gemidos dela conforme o vai e vem que meu pau fazia dentro eu enlouquecia por mais que sexo fosse ótimo eu havia descoberto que sexo com a pessoa que você ama é melhor ainda uma delicia uma mágica.

- Justin vai mais rápido - ela sussurrou em meu ouvido me deixando louco e então eu gemi e estoquei fundo -
- Você é uma delícia - Sussurrei e estoquei mais forte ainda -


  Quando mais rapido eu ia mais ela liberava gemidos e arfadas incontroláveis e eu sorria gemendo junto eu havia esquecido do mundo a minha volta meu foco era dela , eu era dela.

- Justin eu vou... - ela abocanhou meu pescoço mordendo de chupando aquela região enquanto rebolava -

   Sentindo meu orgasmo quase perto eu fui mais forte , rapido e então senti suas paredes  contrairem ai mesmo tempo que eu e cai deitado em cima de seu corpo molhado.

- Alguem pode ter visto - sussurrou ofegante e eu sorri -
- Eu nao me importo , viram um dos momentos mais maravilhos da minha vida
- Hm... - Ela me empurrou de leve e eu sai de dentro me jogando ao lado dela -
- Você quer muito um filho ? - Ela perguntou dessa vez com um sorriso animado nos labios -
- Sim , com voce eu quero tudo Alexandra - Alisei aquelas bochechas rosadas e sorri-
- Ah ta ...
- Alex ... - Me sentei de frente para ela e lhe dei um selinho - Me explique por favor a história de ja termos um filho
- Esquece isso Justin - Seu humor mudou na hora - Precisamos entrar
- Não...
- Vamos Bieber -Falou catando as roupas do chão e foi em direção a porta de trás -
- Alexandra - A puxei irritado pelo braço -
- Oque tanto voce nao quer me contar ?
- Nao esta na hora ainda Bieber , desculpe -

 - Eu... - Ela tampou minha boca com um beijo e quando me soltou vi duas toalhas na cadeira da area perto da porta sorri e nos secamos -

  Entramos enrolados na toalha e vi Megan dormindo no sofá sorri vendo que ela dormia com a boca meio aberta como um anjo e fui até lá cobrindo-a com a coberta que estava em cima do outro sofá e subi correndo atras de Alex

- Justin - Ela falou assim que entrei no quarto - Eu nao tenho mais roupa so calcinha e sutiã
- Coloca uma blusa minha ate sua roupa secar - Sorri enquanto ela catava uma roupa no closet quando voltou estava tão agarravel com uma blusa grande e os cabelos jogados-
- Vamos pra sala assistir algo ?
- Eu prefiro ficar deitada aqui ... se importa ? - Ela falava encarando mais o chão do que eu -
- Quando voltaremos ao normal Princesa ?
- Não sei amor ... não sei. - Dei-lhe um beijo na testa e sai do quarto -


  Fui direto para meu escritório e lá fiquei li algumas papeladas , respondi emails até meu celular tocar e minha mãe aparecer na foto na tela

~Ligação On~

- Como você está meu filho ? -Ela perguntou de primeira -
- Estou bem e a senhora ?
- Não minta para mim Justin Drew acabei de falar com Alexandra. - Suspirei -
- Mãe tudo vai ficar bem , eu prometo.
- Filho oque foi isso , porque dessa idiotice toda , como foi deixar outra engravidar de você
- Ela nao está gravida de um filho meu mamãe , eu vou provar isso.
- Eu espero filho , corre atrás da sua felicidade , do seu amor , não deixe ele ir embora novamente.
- Como assim ...
- Tenho que desligar , eu te amo.


~Ligação Off~

  Assim que ela desligou eu joguei o celular por ali com raiva , odiava quando minha mãe não completava as coisas e ali mesmo passei o resto do dia , na hora do almoço Megan me trouxe comida e sentou na minha perna pronta a comer o meu almoço comigo.

- Eu vou almoçar com voxê - Ela sorriu entrando no escritório -
- E sua mamãe ?
- Ela está com a tia Sa , e eu vou ficar com voxê.
- Então venha mocinha - Sorri feliz naquele momento -
- Não conta pra ninguém não que eu comi cum voxê porque eu ja sou mocinha e vai ficar feio -Ela falava sorrindo -
- Então porque decidiu comer comigo ? - Falei dando uma garfada na comida -
- Porque uma vez o Kaio disse que era legal sentar no colo do pai e comer a comida dele - Ela falou desfazendo o sorriso e deixando os ombros cairem - e voce cuida de mim como um pai - Meu coração bateu fraco aquele momento -
- Então.. hm... venha vamos comer


  Almocei evitando muitas palavras , ela comia animada , mexendo na papelada em cima da mesa e toda vez que me olhava soltava um sorriso bobo , Seria um sonho muito impossivel se eu desejasse com todas as forças que ela fosse minha filha ?

- Justin ... - Alexandra emburacou sala a dentro e assim que nos viu rindo e comendo ela ficou parada observando -
- Oi Alex
- Tem como nos levar em casa
- Você ta doida ? Vocês não vao embora daqui não Alexandra
- Justin não discutiremos sobre isso , preciso ir , amanha cedo Megan e Andrey começam as aulas , preciso ver como está ele e a casa.
- Espere até mais tarde -ela estava incomodada com a minha presença , eu sentia isso -
- Não Justin se não poder eu pego um taxi , vamos Megan
- Mas eu queru ficar com el...
- Megan! -Alex falou irritada e megan me deu um beijo na bochecha e saiu -


Mas que raiva , um ódio tomou conta de mim , eu estava amargurado , estressado , então ali passei o resto do dia , e da noite e nem um beijo ela veio dar de despedida, quando meu celular apitou foi o fim , foi a dor de perde-la novamente mil vezes pior.

" Me desculpe ter ido embora sem me despedir , mas é que eu odeio despedidas e essa querendo ou não seria uma ,  não queria que isso fosse assim , não queria ficar longe de você mas é preciso , ta tudo tão bagunçado , nem você ta entendendo como tudo foi tão rápido me Desculpe, até breve."

  Assim que li aquilo joguei o celular longe gritando e me sentei no sofá agarrando as pernas e pela milésima vez chorei por aquela mulher , quem diz que homem não chora por mulher , se enganou , homem sente , homem chora , homem é um ser humano com sentimentos como as mulheres.

~2 Semana Depois ~

  Andrey e Megan iam para a escola todos os dias , eu evitei ver Megan e mesmo a observando de longe eu não achava aquela pirralha contente e risonha como sempre vira , ela estava amuada , na dela e Andrey , ele veio 3 vezes conversar comigo e eu não estava no colégio mas o problema foi quando uma semana e meia depois todos sumiram , Lucy que levava megan quase todo dia Sumiu , Megan não vinha com Andrey ou com mais ninguém e Andrey , ele desaparecerá também , nem o carro que trazia-os todo dia eu via mais , oque me deixava desesperado.
   O resto da semana na escola foi tedioso , chato e triste , eu queria ver Andrey desenrolando com a irmã de Rosa e ver um menininho chegar todo dia para conversar com Megan e da-lhe uma flor que ele arrancava no jardim do colégio, mas não tinha isso e eu estava com saudades , eles eram o mais proximo de Alexandra que eu conseguirá estar todos esses dias..


- Oque houve meu filho ? - Sabine falou quando eu cheguei em casa e me deitei no sofá  -
- Eles sumiram Sabine , o mais próximo que eu estava de Alexandra era por eles e eles simplesmente .. foram também eu to com saudades de Megan , e eu to com saudades de conversar coisas de homem com Andrey e principalmente de Alexandra;
- Esse seu amor por Megan em meu filho...
- Ela é tão incrivel sabe , e ela tem o genio forte de Alexandra , mas a voz doce e meiga também.
- E a cara dela Justin é parecia com alguém que conhece ? - Eu me sentei franzindo o cenho -
- Os cabelos são longos como os de Alexandra , a cor escura também.
- E o formato do rosto , os olhos , a boca , o nariz , o jeito , as manias... De quem aquilo é ? -Minha mente rolou um flash back de Megan e aquelas manias , o gosto pelas comidas , ela era canhota ... eram como eu -
- Oque quer dizer Sabine ? - Meu maxilar travado as mãos suadas -
- Pense no que falei querido , lembre de coisas que você e Alexandra já conversaram sobre a Megan. - Sabine me deu um beijo na cabeça e subiu para seu quarto -


  Quando ela saiu uma pulga se criou atrás de minha orelha, então ali mesmo fiquei o resto da noite quando fui dormir ainda rolei horas na cama pensando em tudo , tudo que minha vida tinha se tornado novamente com ela, minha cabeça estava uma confusão , minha noite estava sendo uma das piores do ano , quando o relógio marcou 4:00 horas da manhã eu levantei sem trocar pijama , sem nada , apenas coloquei meus pés no tenis e peguei as chaves do carro.

- Aonde vai ? - A voz de sabine ecoou atras de mim assim Que cheguei na sala-
- Vou atras do que é meu - um sorriao grande abriu em seus lábios -
- Boa sorte meu filho


Entao eu apenas corri a 100 por hora nao ligando para multas ou guardas apenas queria minha familia , minhas meninas , minha felicidade mas ao mesmo tempo meu maior medo era de nao ter isso de volta. Quando eu cheguei em frente a casa de Alexandra tudo estava apagado nem um sinal de vida à aquela altura ja estava chovendo e eu molhado como um cachorrinho jogado , esmurrei a porta da casa socos , tapas , ate chutes nela eu dei e quando a porta se abriu vi Lucy abrir a porta eu emburaquei casa a dentro indo direto para o quarto escuro de Alexandra meu coração acelerado quase se dava para ouvir o batimento , empurrei  a porta com força e acendi a luz mas meu  corpo inteiro enrigesseu quando nao a vi ali.

- Me desculpe senhor Bieber - Lucy apareceu atras de mim - Mas dona alexandra nao esta ...
Virei as costas para lucy  e corri para o quarto de Megan , nao era possível nao , nao era.
- CADE ELAS LUCY ? - Gritei vendo que as roupas do closet de megan havia sumido -
- Elas viajaram senhor - Meu corpo involuntariamente caiu sobre a cama e eu peguei o ursinho de megan que ali estava jogado na mao -
- Para onde ?
- Me desculpe mas ...
- Pelo amor de deus - eu supliquei - pelo amor que voce tem a elas me diz aonde eles estão preciso acertar isso, nao posso ficar sem ela de novo Lucy - meus olhos estavam cheios de lagrimas minha voz falhava -

- Me desculpe senhor mas nao posso contar...

                         
                
       Posteeeeeeeeeeeeeeeei pelo computador do meu irmao correndo enquanto ele dormiaa , eeeu vivendo perigosamente msgklnskgsngjsns bom desculpem mesmo a demora gatas :3

                                                     18 COMENTÁRIOS